Cicatriz

Com algumas lâminas no bolso, eu não pensava em mais nada a não ser me cortar. Fui apressadamente para banheiro e com as lâminas na mão, eu não me controlei… Liguei o chuveiro para que ninguém me ouvisse chorar, apenas sentia as lágrimas descendo no meu rosto e o sangue descendo pelo meu corpo. Sim, eu vacilei novamente. Mas eu já estava cansada, me segurei muito por aqueles dias. Então, não vi outra saída, eu descontei em mim e depois de tudo, o alívio tomou conta e eu fiquei bem…tumblr_mzj1gcFO4z1tpdkr3o1_500

Anúncios

Finjo o tempo todo, brinco, sou alegre, sou dispersa, com aquele brilho superficial e ridículo. E em cada fim de noite me sinto um lixo.

Ocupe-se. Mente vazia atrai lembranças

tumblr_lvlp7otjsw1qjvv5lo2_500Isso é sobre a dor da impotência. É sobre ouvir e ver a dor de quem se ama e não poder mover um dedo para mudar. É sobre se sentir um minúsculo grão de areia diante de um problema que só Deus pode mudar. Isso é sobre engolir lágrimas para ver se surge alguma cura. É sobre amar tanto que a dor do outro passa pra gente também. E dói o coração. E sangra e machuca e enlouquece. E dá vontade de percorrer o mundo a pé e buscar uma solução, qualquer que seja. Dá vontade de ficar ao lado e pentear o cabelo, ajudar a calçar o sapato, buscar um copo d’água só para sentir que está ajudando de alguma forma. Dá vontade de grudar na pessoa e pedir “Pelo amor de Deus, passa pelo menos um pouco da sua dor pra mim, eu juro que aguento”. Isso é sobre andar pela casa porque ficar parado faz mal para a mente. É sobre escrever qualquer coisa porque não pensar em nada ajuda a trazer pensamentos ruins. É sobre não ter mais palavras para pedir ajuda aos céus e ficar repetindo centenas de vezes a mesma coisa, como se fosse um eco, na esperança de que, assim, seja mais fácil Deus ouvir. É sobre deitar a cabeça no travesseiro e imaginar como seria maravilhoso se, no dia seguinte, tudo acordasse bem novamente e todo esse mal, essa doença, não tivesse passado de um sonho. Isso é sobre um desabafo. Um desabafo de quem não consegue ver a dor de quem se ama e nem pode fazer nada para mudá-la, mas que, se o universo permitisse, tomaria tudo para mim só para ver um sorriso novamente. Isso é sobre ter esperança de que tudo acabe bem.

Sim, eu estou triste, deprimida, sentindo uma dor que aumenta a cada minuto, me culpando por várias coisas que aconteceram nos últimos dias. E a vontade de fazer novos cortes só aumenta. Sim,eu estou totalmente destruída mas você me vê sorrindo,e sabe o por quê? Porque eu não preciso que mais ninguém venha dizer que se importa, e depois se torne motivo pra que eu caia novamente.

Desordem

Para trás, pimagesara trás, para trás. Até aonde se pode voltar?

Uma noite, havia algo em minhas calças, era sangue. Minha mãe disse: ”Droga! Sua menstruação. É onde começam todos os problemas”. Ela estava certa.

Não sei o que se passa comigo, ando tão cansada, a única vontade que tenho é a de ficar na cama comendo chocolate, meu quarto muitas vezes bagunçado, virou meu esconderijo, estou de um jeito que só ando porque sou obrigada. Essa dor profunda que sinto todos os dias me consome. Esse sentimento estúpido, não tem qualquer lógica de ser e mesmo assim tem uma força capaz de me matar.

Desde que era pequena, minha mãe e eu sempre passávamos o tempo juntas, eu não me enturmava com a maioria das crianças na escola, elas me achavam estranha, então, faziam-me sentir uma estranha, e minha mãe se aproveitou disso desde cedo, levando-me a peças, competições ortográficas… Fazendo-me estudar, escrever… Ir a museus, shows, e me fazendo escrever ainda mais, ela me fazia acreditar que isso me levaria a um lugar onde eu estaria cercada de pessoas que tinham algo em comum comigo.

Quando Lou Reed (um cantor americano) tinha 17 anos, foi diagnosticado que ele sofria de alterações de humor, ele era submetido a tratamento de choque três vezes por semana, cada tratamento o afetava como uma luz branca ofuscante, e aí se encontra sua genialidade para abraçar sua própria carcaça psíquica e criar o melhor rock and roll que o mundo já ouviu. Suas palavras retorcem, espremem e forja uma história para o cérebro, a música grita de suas entranhas e o que sai são os conflitos mundiais.

Quero me esquecer de tudo o que aconteceu comigo antes, quero congelar esse momento… Para sempre.

Era perfeito antes, sei que posso conseguir de volta.

Estou desabando, não consigo nem terminar meu livro, talvez minha amiga esteja certa, é tudo rabisco, não tenho nada original para dizer, escrever não poderá me salvar, como posso escapar dos demônios na minha cabeça? Hemingway tem um clássico em ”O sol também se levanta”, quando perguntam para Mike Campbell como ele faliu, tudo o que ele consegue dizer é, ”Gradualmente, depois rapidamente”.

É assim que a depressão atinge, você acorda uma manhã com medo de viver. Queria poder explicar o quanto  estou exausta, mesmo em meus sonhos, como eu acordo cansada, e como estou sendo afogada por alguma onda escura, mas não consigo escrever e ninguém quer saber. Alguns dias eu acordo e me sinto tão vazia, tão estúpida, que faria qualquer coisa para me sentir deferente. Ouça, todos nós temos dias ruins. Isto é o que as pessoas dizem quando não sabem o que dizer. Também não sei o que sugerir.

O que quero é que alguém entenda, mas ninguém entende, e isso torna mais difícil a tolerância do trivial. Tudo o que vejo é o lado escuro, fico pensando… Se eu pudesse ser normal. Se eu pudesse me levantar da cama pela manhã e tudo estivesse bem… As maiorias das pessoas se cortam, colocam um band-aid e continuam em frente. Não é assim que funciona? Não é assim que se vive?

Você continua em frente, não importa o que lhe aconteça. Eu não, eu continuo sangrando.

Sonhei com todas as coisas que eu queria ter dito, o contrário do que saiu da minha boca, queria ter dito: ”mãe por favor, perdoe-me, por favor, ajude-me, sei que não tenho o direito de me comportar assim”.

Não preciso ser Freud para saber que tenho medo da rejeição e sei de onde vem, mas isso não muda nada. Agora entendo o porquê, ás vezes, as pessoas querem matar seus amantes, porque é a única forma de possuir outra pessoa. É assustador, pela primeira vez as lágrimas me faltam, não sei o que estou fazendo, vamos encarar os fatos, eu estar aqui para ajudar parece uma piada cruel, nem a altura me assusta mais. Meus pais queriam que eu fosse tudo e eu não posso ser.

Eu chamo a farmácia de ”Boca de Crack”, aonde venho comprar droga, minha psiquiatra é minha traficante. Parece que todos os médicos estão traficando isso agora.

Se minha vida pudesse ser como nos filmes, quero que um anjo chegue até mim como faz com Jimmy Stewart em ”It’s a Wonderful life” e me convença a não cometer suicídio, sempre esperei por esse momento de verdade para me libertar, mudar minha vida para sempre, mas ele não vem. Não é assim que acontece, todos os remédios, toda a terapia, brigas, raiva, culpa, pensamentos suicidas… Tudo isso era parte de um processo de recuperação lento.

Da mesma forma que desmoronei eu voltarei a me levantar.

Gradualmente, e depois, rapidamente. O remédio não me levará à cura, Deus sabe disso. Mas me dará tempo para respirar, o que me permiti a começar a escrever de novo, só que, desta vez, minha vida não dependerá dele.

Minha vida está assim, igual este meu texto.. Uma desordem só. Sem lógica alguma, desorganizado.. Se fosse uma redação, tiraria zero.

Nem Sempre

 10568907_826438774041272_7664981816247162071_nChorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoísmo, e o que não mata com certeza fortalece. As vezes mudar é preciso, nem tudo vai ser como você quer, a vida continua. Pra qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Nem todo mundo é tão legal assim, e de perto ninguém é normal. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor e os amigos ainda se contam nos dedos. Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos.